Ouro Branco - Minas Gerais - Brasil  
  • "O esplêndido interior da matriz de Santo Antônio. Com certeza uma das igrejas mais bonitas de Minas Gerais."
  • "A capela Nossa Senhora Mãe dos Homens é uma singela edificação do século XVIII."
  • "A igreja de Santo Antônio, no distrito de Itatiaia, também figura como uma das mais antigas de Minas Gerais, no caminho para as fabulosas minas de ouro da antiga Vila Rica."
  • "A Casa de Tiradentes era um antigo pouso de tropas e posto de fiscalização. Tiradentes por diversas vezes esteve no local, que também recebeu a visita de dom Pedro II."
  • "Belas paisagens esperam o turista no alto da serra de Ouro Branco."
  • "A serra de Ouro Branco era conhecida, no séc. XVIII, como 'deus-te-livre'. Eram constantes os ataques de salteadores e bandidos, que nela se escondiam para assaltar desavisados. No caminho do ouro eram muitos os riscos."
  • "A matriz de Santo Antônio é uma das mais antigas instituições paroquiais de Minas Gerais. Da primeira metade do século XVIII."
  • "Do alto da serra de Ouro Branco se tem uma bela vista de toda a cidade e arredores."
  • "Ouro Branco é também um importante pólo siderúrgico. Antes era o ouro, hoje é o aço que domina a economia local."
Site Oficial
de Turismo
Apresentação     História        
       
Procurar    Contato

Promoção:





Atrações em Ouro Branco:

Cachoeira de Itatiaia
Cachoeira
Fica no distrito de Itatiaia. Pode ser acessada com mais facilidade pela parte de cima, com trilha que começa nas margens da Estrada Real. Reco...
Ler Matéria

 


Você está em - Apresentação



Voltar


A muralha no caminho do ouro


Texto: Marcelo JB Resende e Lana Sassaki. Foto: Marcelo JB Resende. REPRODUÇÃO PROIBIDA.




Nem tudo foi sofrimento para aqueles que desbravaram Minas em busca de ouro e pedras preciosas. Havia também momentos de pura admiração, quando a ânsia e a ganância davam lugar ao simples deleite de ver, de sentir. A imagem da serra de Ouro Branco, majestosa, certamente tornou mais amena a vida daqueles homens. Um verdadeiro monumento natural à contemplação.



  Clique para ampliar - proibida cópiaMatriz de Santo Antônio - teto pintado por Mestre Ataíde.

Ouro Branco nasceu no caminho do ouro e foi uma de suas fronteiras. A primeira mina das Minas Gerais foi encontrada em Itaverava, uma cidade próxima. Não demorou para que os aventureiros percebessem que toda a região era um grande depósito aurífero, que se estendia até os fabulosos veios de Ouro Preto e Mariana. Estava nos leitos dos rios, na beira do caminho, aos olhos de todos. Ouro Branco era um desses lugares.


O metal precioso parece ter acabado, restando as histórias e uma natureza privilegiada. Mesmo assim ainda persistem muitos boatos: uma das pontas da serra, no distrito ouro-pretano de Miguel Burnier, concentra incríveis reservas de ouro. Tudo leva a crer que o segredo é muito bem guardado, o que aumenta as suspeitas. Afora as lendas, resta a presença onipotente da natureza: verdadeiro tesouro para o turismo.

 

Do alto da serra é possível avistar Ouro Branco, as cidades de Conselheiro Lafaiete e Congonhas e a Barragem do Soledade. Na serra de Ouro Branco nasce a cadeia de montanhas denominada Espinhaço. Tudo em meio a um cenário que oculta corredeiras, cachoeiras e esplêndidos mirantes. Ainda na serra, seguindo em direção a Ouro Preto, está o distrito de Itatiaia. O arraial contém importantes construções remanescentes do séc. XVIII, sobressaindo por entre as montanhas. No distrito está localizada a igreja de Santo Antônio do Itatiaia, tombada pelo Patrimônio Histórico Nacional.


Clique para ampliar - proibida cópiaTrecho asfaltado da histórica Estrada Real.

Clique para ampliar - proibida cópiaPraça de Eventos.
 

Turismo é a palavra de ordem e traduz a grande vocação de Ouro Branco. Suas belas paisagens proporcionam uma entrada gloriosa no Circuito do Ouro, do qual a cidade faz parte. A Estrada Real, hoje asfaltada, carrega consigo anos e mais anos de histórias. A serra de repente aparece e se impõe não como um desafio. Já o foi em épocas passadas. Hoje é apenas a fronteira de um mundo diferente, cuja narrativa foi escrita com ouro, suor e pedras preciosas. Quem viaja por estes caminhos exercita mais que o prazer da descoberta; passa a escrever e se torna parte da história das Minas Gerais. Inesquecível!


Clique para ampliar - proibida cópiaAlto da serra de Ouro Branco.   Clique para ampliar - proibida cópiaMatriz de Santo Antônio.   Clique para ampliar - proibida cópiaLago Soledade.
 
























© 2016 - Idas Brasil Ltda. - Todos os Direitos Reservados