Ouro Branco - Minas Gerais - Brasil  
  • "O esplêndido interior da matriz de Santo Antônio. Com certeza uma das igrejas mais bonitas de Minas Gerais."
  • "A capela Nossa Senhora Mãe dos Homens é uma singela edificação do século XVIII."
  • "A igreja de Santo Antônio, no distrito de Itatiaia, também figura como uma das mais antigas de Minas Gerais, no caminho para as fabulosas minas de ouro da antiga Vila Rica."
  • "A Casa de Tiradentes era um antigo pouso de tropas e posto de fiscalização. Tiradentes por diversas vezes esteve no local, que também recebeu a visita de dom Pedro II."
  • "Belas paisagens esperam o turista no alto da serra de Ouro Branco."
  • "A serra de Ouro Branco era conhecida, no séc. XVIII, como 'deus-te-livre'. Eram constantes os ataques de salteadores e bandidos, que nela se escondiam para assaltar desavisados. No caminho do ouro eram muitos os riscos."
  • "A matriz de Santo Antônio é uma das mais antigas instituições paroquiais de Minas Gerais. Da primeira metade do século XVIII."
  • "Do alto da serra de Ouro Branco se tem uma bela vista de toda a cidade e arredores."
  • "Ouro Branco é também um importante pólo siderúrgico. Antes era o ouro, hoje é o aço que domina a economia local."
Site Oficial
de Turismo
Apresentação     História        
       
Procurar    Contato

Promoção:





Atrações em Ouro Branco:

Praça de Eventos
Espaço para eventos
Poucos parques de exposições em Minas têm um visual tão privilegiado. O local, inaugurado em 1995, é palco da famosa...
Ler Matéria

 


Você está em - Apresentação



Voltar


A muralha no caminho do ouro


Texto: Marcelo JB Resende e Lana Sassaki. Foto: Marcelo JB Resende. REPRODUÇÃO PROIBIDA.




Nem tudo foi sofrimento para aqueles que desbravaram Minas em busca de ouro e pedras preciosas. Havia também momentos de pura admiração, quando a ânsia e a ganância davam lugar ao simples deleite de ver, de sentir. A imagem da serra de Ouro Branco, majestosa, certamente tornou mais amena a vida daqueles homens. Um verdadeiro monumento natural à contemplação.



  Clique para ampliar - proibida cópiaMatriz de Santo Antônio - teto pintado por Mestre Ataíde.

Ouro Branco nasceu no caminho do ouro e foi uma de suas fronteiras. A primeira mina das Minas Gerais foi encontrada em Itaverava, uma cidade próxima. Não demorou para que os aventureiros percebessem que toda a região era um grande depósito aurífero, que se estendia até os fabulosos veios de Ouro Preto e Mariana. Estava nos leitos dos rios, na beira do caminho, aos olhos de todos. Ouro Branco era um desses lugares.


O metal precioso parece ter acabado, restando as histórias e uma natureza privilegiada. Mesmo assim ainda persistem muitos boatos: uma das pontas da serra, no distrito ouro-pretano de Miguel Burnier, concentra incríveis reservas de ouro. Tudo leva a crer que o segredo é muito bem guardado, o que aumenta as suspeitas. Afora as lendas, resta a presença onipotente da natureza: verdadeiro tesouro para o turismo.

 

Do alto da serra é possível avistar Ouro Branco, as cidades de Conselheiro Lafaiete e Congonhas e a Barragem do Soledade. Na serra de Ouro Branco nasce a cadeia de montanhas denominada Espinhaço. Tudo em meio a um cenário que oculta corredeiras, cachoeiras e esplêndidos mirantes. Ainda na serra, seguindo em direção a Ouro Preto, está o distrito de Itatiaia. O arraial contém importantes construções remanescentes do séc. XVIII, sobressaindo por entre as montanhas. No distrito está localizada a igreja de Santo Antônio do Itatiaia, tombada pelo Patrimônio Histórico Nacional.


Clique para ampliar - proibida cópiaTrecho asfaltado da histórica Estrada Real.

Clique para ampliar - proibida cópiaPraça de Eventos.
 

Turismo é a palavra de ordem e traduz a grande vocação de Ouro Branco. Suas belas paisagens proporcionam uma entrada gloriosa no Circuito do Ouro, do qual a cidade faz parte. A Estrada Real, hoje asfaltada, carrega consigo anos e mais anos de histórias. A serra de repente aparece e se impõe não como um desafio. Já o foi em épocas passadas. Hoje é apenas a fronteira de um mundo diferente, cuja narrativa foi escrita com ouro, suor e pedras preciosas. Quem viaja por estes caminhos exercita mais que o prazer da descoberta; passa a escrever e se torna parte da história das Minas Gerais. Inesquecível!


Clique para ampliar - proibida cópiaAlto da serra de Ouro Branco.   Clique para ampliar - proibida cópiaMatriz de Santo Antônio.   Clique para ampliar - proibida cópiaLago Soledade.
 
























© 2016 - Idas Brasil Ltda. - Todos os Direitos Reservados